fbpx
MENU

É importante a gente aprender a usar flash, quem sabe dois, ou três. Mas saber usar, não quer dizer que você tenha que usar várias luzes o tempo todo.

Um esquema muito complicado pode deixar suas fotos com uma estética incrível, mas pode interferir demais sobre o ambiente e tirar um pouco da espontaneidade do seu trabalho.

Separei algumas fotos com iluminação super simples pra mostrar que dá pra fazer muita coisa legal só com uma fonte de luz, muitas vezes em cima da câmera, sem precisar de tripé ou assistente.

 

FOTO 1 – Terminando o making of do noivo, o local bem bagunçado, todo mundo correndo pois já estávamos em cima da hora pra cerimônia… Pedi a ele pra se encostar na parede e com o flash em cima da câmera virei a cabeça do flash pra parede e rebati a luz. Depois na pós foi só escurecer a parte onde o flash pegou na parede durante a pós produção.

 

FOTO 2 – Aproveitei bastante a luz do ambiente usando um ISO alto, um diafragma mais aberto e virei o flash pra cima em TTL.

 

FOTO 3 – Usei o contra luz de um led atrás do casal. Fotometrei o céu até deixar o resto do ambiente escuro. Assim que cheguei na fotometria que eu queria, liguei o led controlando a distância da luz até o casal pra conseguir o contorno. Quanto mais você afasta a luz do casal, mais ela se espalha!

 

FOTO 4 – Fotometrei na igreja e usei um flash em modo manual fora da câmera pra iluminar o casal. Nesse caso eu mesmo segurei o flash com a mão esquerda. A idéia é sempre pensar na fotometria da paisagem e quando a gente consegue a fotometria que quer, aí sim ligamos o flash e regulamos sua potência sem mexer novamente nas regulagens da câmera! Coloque seu lado “fotógrafo de paisagens” pra trabalhar e depois inclua o casal na composição e jogue seu flash ou led sobre eles!

 

FOTO 5 – Flash em cima da câmera virado pra frente. Diafragma bem fechado pra não pegar muito da luz ambiente. Coloquei o flash em TTL com compensação em -1 ou -2, fechei o zoom do flash em 50mm e pronto. Fica muito bom na pista de dança e fotografando sempre de perto. Um tratamento em PB cai bem!

 

FOTO 6 – Também com flash em cima da câmera, virado pra frente. Só que nesse caso abri um pouco o diafragma e subi o ISO pra pegar um pouco da luz do ambiente.

 

FOTO 7 – Fotometrei a cena como se estivesse fazendo uma foto da paisagem. Depois foi só jogar um LED no casal, regular a intensidade do LED e clicar.

 

FOTO 8 – Ao fotometrar nas luminárias e escurecer o ambiente, precisei fechar bastante o diafragma e baixar o ISO. Usei o flash fora da câmera em modo manual e um modificador do tipo grid para concentrar a luz no casal e não deixar ela vazar pro ambiente.

 

Viu como muitas vezes ser simples não quer dizer que seja ruim? Procure sempre simplificar sua fotografia, sua iluminação. Na maioria das vezes a gente precisa de pouco pra fazer muito!

FECHAR MENU